Partilha este artigo.

Pouca fortuna - Ribeiro Cristóvão

sexta-feira, 6 de Abril de 2012

O resultado final [Chelsea-Benfica] peca por injusto, pois o Benfica nunca foi inferior ao seu adversário, numa eliminatória em que poderia ter feito história.

O Benfica já partira para a campanha europeia desta semana sob o signo do infortúnio. Depois, o jogo com Chelsea adensou ainda mais o quadro, proporcionando uma saída inglória e injusta da Champions perante uma equipa que nunca lhe foi superior ao longo de 180 minutos.

Sem um único defesa central disponível para o encontro de Stamford Bridge, temia-se que a equipa encarnada viesse a claudicar a partir desse sector. Porém, acabou por acontecer precisamente o contrário, uma vez que os improvisados Javi e Emerson não só chegaram para as encomendas, como foram mesmo considerados dos melhores em campo.

A corda viria no entanto a partir por onde menos se esperava, do lado direito da sua defesa, onde Maxi deitou tudo a perder através de uma infantilidade inaceitável num profissional de alto gabarito ao ver um cartão amarelo não num lance de risco, mas simplesmente porque ousou afrontar um árbitro, cuja linguagem nem sequer entendia.

Já antes, um penalty a abrir caminho à vantagem dos “blues”, agravara a situação. O lance, em que um defesa central rotinado nunca incorreria, foi no entanto mais tarde corrigido por Javi Garcia, autor do golo benfiquista que ajudou a reacender a esperança durante largos minutos.

O resultado final peca por injusto, pois o Benfica nunca foi inferior ao seu adversário, numa eliminatória em que poderia ter feito história. E se Jorge Jesus tivesse arriscado mais cedo na velocidade de Djaló e Nélson Oliveira, quando alguns jogadores do Chelsea já se arrastavam pelo campo, talvez estivéssemos agora a falar de outro jogo e de um desfecho diferente.

Nota positiva, pois, para o Benfica pela imagem que espalhou mais uma vez pela Europa, e pela qualidade de um jogo que fica mais a crédito dos portugueses do que de uma equipa inglesa velha e cansada, que provavelmente mais não servirá ao Barcelona do que um mero trampolim para chegar à final.

rr.pt



Deixe o seu comentário AQUI.

Os últimos 15 artigos:



0 comentários :

Enviar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP